3 dicas de como montar seu Controle financeiro pessoal

Controle financeiro pessoal não é muito diferente do controle jurídico, embora muitas pessoas possam pensar que não, basicamente é o que você recebe versus o que você gasta e se há sobras ou não. E se houver, o que você pode fazer com isso, como investimento para realizar projetos ou realizações pessoais.

Como fazer um controle financeiro pessoal?

O primeiro passo é ter noção das suas entradas financeiras, você precisa saber tudo que entra financeiramente no seu caixa, como se fosse uma empresa.

Após isso, precisa saber tudo que sai no seu orçamento, ou seja, todas as despesas que têm e caso não tenha noção delas agora, é importante que todo dia anote elas para que tenha uma dimensão total de quanto realmente está saindo e de quanto realmente está entrando.

Numa matemática simples, você vai subtrair os gastos de tudo que recebeu e o que sobrou, se houver sobras, é o seu saldo positivo que poderá ser reinvestido em algum planejamento pessoal ou reserva.

E quando a conta não bate?

Aqui você não precisa entrar em desespero, a partir do momento que se tem ciência de quanto entra e de quanto sai, mesmo a conta não fechando você consegue achar o furo. Veja, anote e confira todos os seus gastos, ou todas as suas saídas financeiras, verifique se há alguma que pode ser retirada ou cortada do seu orçamento.

Mesmo que você hoje não saiba exatamente tudo que gasta, coloque uma meta de anotar tudo até os mínimos detalhes de gastos, garanto que no final do mês você vai ter 100% de certeza de onde o seu dinheiro está indo e ficará surpreso pela quantidade de gastos supérfluos que possivelmente tem.

Com esses dados em mãos você vai conseguir fazer com que o seu saldo vire positivo e se mesmo assim você não conseguir fechar a conta, a outra saída é aumentar a sua entrada financeira, porque o resultado deve ser sempre positivo.

Em cima disso, sabendo tudo que entra e tudo que sai você vai conseguir começar o seu planejamento seja ele anual, mensal ou semestral.

Planejamento financeiro pessoal

Com seu controle financeiro pessoal feito, sabendo todas as entradas e saídas você pode começar o seu planejamento pessoal, o sonho de uma casa própria ou mesmo de seu próprio negócio, todo o planejamento em família ou individual que tenha, você consegue colocar no papel e encaixar dentro do seu controle financeiro pessoal.

Consegue se preparar para os meses em que tenha uma entrada financeira maior, reservando maiores valores para quem sabe guardar em uma poupança ou mesmo antecipar algum tipo de conta ou parcelas e também ter a noção dos meses onde você tem uma saída maior financeira, e aí poderá utilizar os valores guardados antecipadamente evitando gastos desnecessários.

Um planejamento financeiro pessoal é bem simples, não requer um conhecimento absurdo na prática financeira, mas sim um controle e uma organização pessoal. Anote tudo que entra e tudo que sai, verifique se tudo que sai realmente é importante ou faz diferença na sua vida.

Faça comparativos de um mês ao outro ou de um ano ao outro e comece a planejar os seus investimentos com os valores que sobram, guarde dinheiro nos meses que você tem mais entradas e cuide para não gastar além do que você pode nos meses que tem mais saída. Essa é a regra básica para um controle financeiro pessoal sadio.

Hoje a tecnologia nos auxilia, com aplicativos para celulares que ajudam no controle financeiro pessoal, basicamente substituindo o papel e de forma gratuita.

Portal Gerando Empreendedores
Portal Gerando Empreendedores
A primeira escola de empreendedorismo no Brasil formada por Contadores e Financistas Especializados. Somos o maior apoio paras as Micro e Pequenas Empresas.
Preciso de Ajuda