Como se tornar um digital influencer

como ser um digital influencer

Tem muita gente ganhando um bom dinheiro se expondo na internet. É o digital influencer, ou influenciador digital, que divulga suas ideias ou seu dia a dia para seus seguidores e fatura muito com anúncios e patrocínios. Como se tornar um digital influencer?

Hoje, não basta uma câmara na mão e uma ideia na cabeça para se tornar um influenciador digital ou uma influenciadora digital. É preciso muita atitude, muito conteúdo e muita exposição para reunir até milhões de seguidores e faturar alto com isso. Por outro lado, as portas da internet estão abertas para todos, então por que não tentar?

Como ser um digital influencer? Quanto ele pode ganhar com isso? Descubra agora e, quem sabe, comece já a planejar sua carreira de influenciador digital. Os resultados podem ser muito interessantes e lucrativos!

O que é um digital influencer

O Google diz que 70% dos jovens confiam mais nos digital influencers do que nas tradicionais celebridades. O AdWeek prevê que 2020 a indústria do marketing de influenciadores no mundo deva movimentar mais de US$ 10 bilhões.

Esses números demonstram a força e explicam o que é um influenciador digital: um formador de opinião que carrega consigo milhares ou até milhões de seguidores e, assim, se dedica a “falar” com esse público, faturando muito com isso. São as verdadeiras celebridades da atualidade, porque há muito que eles ocupam mais espaços do que a própria internet oferece, saindo das redes sociais e chegando a nomear produtos e frequentar programas de televisão e as páginas de jornais, livros e revistas impressas!

Eles inspiram, ditam comportamentos e criam hábitos. São fielmente seguidos, e justamente por isso gozam de uma enorme credibilidade, tão disputada pelas empresas e grandes anunciantes. Tamanha influência se transforma em dinheiro e, claro, profissão: a dedicação é exclusiva e eles são muito respeitados como profissionais que são.

E mais: em 2018 a profissão virou até graduação em terceiro grau, por meio do curso Digital Influencer, do Centro Universitário Brasileiro (Unibra), de Recife. Ou seja, já é possível até fazer faculdade de influenciador digital no Brasil.

O mercado de influenciadores digitais no Brasil

Pode se dizer que o primeiro influenciador da publicidade moderna foi Papai Noel, amplamente utilizado pela Coca-Cola desde a década de 1920 para vender mais refrigerantes. Os influenciadores começaram a se promover por meio de blogs. O primeiro da história foi criado pelo brasileiro Cláudio Pinhanez, que trabalhava no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, em novembro de 1994. O termo decolou na virada do milênio, com o Orkut, o Fotolog e o MySpace. E explodiu com a criação do YouTube.

No Brasil, o primeiro youtuber foi Guilherme Zaiden, em 2006. Um dos pioneiros de sucesso foi PC Siqueira, que começou em 2010 e hoje tem 2,3 milhões de seguidores e 290 milhões de visualizações no YouTube. Ele foi dos primeiros a viver exclusivamente da sua fama na internet.

Os dez mais no Brasil:

  • Whindersson Nunes;
  • Carlinhos Maia;
  • Felipe Neto:
  • Nathalia Arcuri;
  • Mari Maria;
  • Maisa Silva;
  • Canal Nostalgia;
  • Boca Rosa;
  • Luccas Neto; e
  • Nando Moura.

As vantagens

  • Os investimentos iniciais podem ser bem baixos, praticamente zerados. As mídias sociais são gratuitas e um celular mediano é o suficiente para começar a gravar vídeos. É claro que o sucesso vai cobrar mais produção, mas isso acontecerá paulatinamente.
  • O influenciador digital pode trabalhar de qualquer canto do mundo, bastando uma boa conexão à internet.
  • O conteúdo produzido deve seguir exatamente o que pensa o digital influencer. Afinal, é justamente isso que o seu público quer e por isso que as pessoas o seguem.
  • As empresas e os grandes anunciantes procuram cada vez mais por esse tipo de profissional para publicidade. A credibilidade dos influenciadores digitais é um ponto a favor, que traz muitos resultados financeiros.
  • O horário de trabalho é flexível e pode ser construído de acordo com o desejo e os interesses do profissional influenciador.

As desvantagens

  • Um influenciador digital de sucesso tem pouco tempo disponível para si e para sua família. Ele pode ser muito requisitado, e precisa aproveitar sua popularidade para ganhar e expandir sua lista de seguidores.
  • A vida pessoal do digital influencer é acompanhada de perto por seus seguidores e pelos sites e revistas de fofocas. Um deslize e vários contratos podem ser desfeitos.
  • Problemas de falta de privacidade são muito comuns.
  • A relação com os haters (internautas que estão ali apenas para odiar) é desgastante e difícil.

Como ganhar dinheiro como influenciador digital

Engana-se quem pensa que o faturamento vem apenas dos posts. Entre outras, são as seguintes as formas de faturar:

  • Patrocínio de posts: A influenciadora digital posta um serviço ou um produto, com elogios e depoimento, e ganha por isso. É a forma mais comum de ganhar dinheiro nessa profissão.
  • Participação em eventos: É comum cobrar pela participação em eventos, tanto presenciais como online. Muitas vezes o pagamento é feito com permuta de roupas, serviços, estadias ou presentes.
  • Palestras;
  • Marketing de Afiliados: Anúncios de terceiros podem render grande volume de vendas e excelentes comissões.
  • Anúncios em geral nas páginas das suas mídias sociais;
  • Cursos online (como ser um youtuber de sucesso, por exemplo);
  • Aparição em outros canais de influenciadores digitais menos famosos;
  • Produtos próprios: Influenciadores digitais de muito sucesso dão nome a produtos e ganham muito com isso, inclusive participação nas vendas.

Quanto ganha um digital influencer

Obviamente que isso vai depender do grau de fama e da lista de seguidores do profissional. Uma influenciadora digital com cinco milhões de seguidores vai cobrar mais por seus posts do que aquele que tem apenas 500 mil seguidores.

No YouTube, um digital influencer de respeito pode faturar de R$ 50 mil a R$ 150 mil por campanha, segundo estimativa de especialistas. Canais menores podem faturar entre R$ 1 mil e R$ 5 mil por campanha, o que já é, convenhamos, um bom dinheiro. O YouTube paga de US$ 0,60 a US$ 5 cada mil visualizações, dependendo do nicho envolvido.

No Instagram, uma influenciadora digital pode faturar algo em torno de R$ 5 mil a R$ 10 mil por anúncio patrocinado se tiver mais de 100 mil seguidores. Claro que esses valores dependem de uma série de variáveis.

Nos Estados Unidos, segundo a conceituada agência nova-iorquina Bloglovin, um post no Facebook custa até US$ 250, e até US$ 100 no Twitter. Mas os campeões de audiência cobram muito mais.

A participação em um evento presencial pode engordar a conta em pelo menos R$ 5 mil, para um influenciador digital mediano. Acrescente a essa conta a venda de e-books, camisetas, palestras, livros impressos, participação em programas de TV, patrocínios e muito mais.

Em setembro de 2019, o próprio Felipe Neto, um dos maiores influenciadores digitais do país, publicou um vídeo dizendo que em um mês seu canal no YouTube havia faturado US$ 145,6 mil – mais de meio milhão de reais apenas com a exibição dos vídeos em um espaço de 30 dias!

Como se tornar um digital influencer

É claro que não bastam um celular com câmera e uma conta em uma rede social para se transformar em um influenciador digital de sucesso. Como virar uma influenciadora digital?

  • Aborde um tema que desperte paixão em você. É preciso ser autêntico, conhecedor do assunto, ter autoridade e mostrar verdade para o público.
  • Dentro do seu tema, busque um nicho para se especializar. Assuntos genéricos não costumam conquistar muitos seguidores.
  • Lembre-se: seus seguidores são os seus clientes. A eles você deve sua existência como influenciador digital.
  • Crie uma identidade própria. Pense em algo que vá te destacar em relação a outros especialistas do nicho escolhido. Um detalhe pode fazer a diferença, como um bordão ou o jeito de falar.
  • Cuide de sua identidade visual.
  • Entenda que é e o que pensa o seu público. Trabalhe para ele.
  • Aposte na qualidade. O seguidor espera mais de você porque o identifica como uma autoridade.
  • Mantenha uma presença constante. Mas não o suficiente para se tornar um chato.
  • Busque ao máximo interagir com seu público. Cuide de seus fãs.
  • Busque por marcas locais. À medida que ficar famoso, anunciantes nacionais irão lhe procurar.
  • Estude sobre seu assunto, sempre. Busque por novidades. Antecipe-se.
  • Opte pelos canais que tenham a ver com você.
  • Muita atenção com a nossa língua: cuidado com erros gramaticais e com textos confusos. Busque uma oratória limpa e fácil de acompanhar. Pense antes de falar!

Dicas para virar um digital influencer de sucesso

  • Quando influenciadores digitais se juntam para uma ação conjunta (collab), todos saem ganhando. Aposte nisso com alguma frequência.
  • Promova jogos virtuais de perguntas e respostas sobre sua atividade. Crie e participe de desafios, porque isso estimula a audiência.
  • Converse com o seu público em todas as suas ações. Convide-o a se inscrever em seus canais.
  • Dedique-se à profissão. Um canal parado está fadado ao fracasso.
  • Você poderá contar com um agenciador que se dedique exclusivamente aos seus contratos empresariais. Tenha assessoria jurídica e contábil especializada.
  • Estude as regras de algoritmos das suas redes sociais. Trabalhe a seu favor.
  • Jamais compre seguidores. Isso atrapalha sua reputação.
  • Seja sempre você mesmo!

O que fazer quando começar a ganhar dinheiro como Influencer ?

Você já sabe que a atividade de influencer digital pode ser bem lucrativa, sabe como alcançar o sucesso, mas o que fazer quando começar a ganhar um bom dinheiro com isso? Você sabia que todos os seus rendimentos como influenciador digital devem ser tributados na pessoa física ou jurídica?

Legalizar a sua atividade será fundamental, adotando uma postura empresarial. Mesmo porque o próprio mercado exige isso, afinal você fará muitos negócios com patrocinadores e fornecedores. No momento que seu faturamento começar a subir, será preciso contar com uma assessoria profissional.

Plataformas como Hotmart, por exemplo, já exigem que você realize a abertura de um CNPJ para receber valores mensais acima de R$ 2.000,00 por mês. Se você começou a ganhar dinheiro, chegou a hora de buscar um especialista em impostos e contabilidade para te ajudar. Você não pode colocar em risco os seus ganhos e precisa pagar o menor imposto possível, não é verdade? Para crescer, é preciso se legalizar e contar com todo apoio de um especialista.

Acesse agora: Quero Falar com um especialista. Iremos te apoiar na organização dos seus ganhos e ajudar a proteger o seu patrimônio.

Falar com um Contador Especialista

Portal Gerando Empreendedores
Portal Gerando Empreendedores
A primeira escola de empreendedorismo no Brasil formada por Contadores e Financistas Especializados. Somos o maior apoio paras as Micro e Pequenas Empresas.
Preciso de Ajuda
Open chat