A importância da arquitetura e do design para o salão de beleza

designer e arquitetura para salão de beleza

A importância da arquitetura e do design para o salão de beleza é grande e pode fazer toda a diferença para o seu empreendimento. O salão de beleza é um dos negócios mais procurados por novos empreendedores. A concorrência é enorme, é verdade, mas a boa notícia é que há clientes para todos. Um instituto de pesquisa revelou que os brasileiros preferem ter menos lazer a diminuir os gastos com a beleza.

O número de estabelecimentos não para de crescer. De 2012 a 2017, o número de salões de beleza passou de 155 mil para 620 mil empreendimentos em todo o país, o que significa um crescimento de quase 300%. É um mercado crescente, mesmo diante da crise econômica. Em 2018, o setor faturou R$ 109,7 bilhões, com uma alta de 1,53% sobre o ano anterior, já descontada a inflação, segundo o instituto de pesquisa Euromonitor Internacional. Trata-se do terceiro maior mercado de beleza do mundo, atrás apenas da China e dos Estados Unidos, de acordo com a Anvisa.

O Gerando Empreendedores mostra a importância da arquitetura e do design para o salão de beleza e como isso pode se transformar em um diferencial, que fideliza e traz mais clientes e, consequentemente, um maior faturamento para o seu negócio. É preciso se destacar, certo?

A importância da arquitetura e do design para o salão de beleza

É claro que vamos a um salão de beleza para ficarmos mais bonitos, e é isso que esperamos encontrar lá: um excelente profissional. Mas também desejamos ser atendidos com excelência e queremos nos sentir muito bem enquanto estamos ali. Ou seja, a importância da arquitetura e do design para o salão de beleza também é fundamental para que você atenda as expectativas de seus clientes.

Um espaço acolhedor, inspirador, bonito, confortável, diferenciado e com excelente astral vai fazer toda a diferença. É preciso que os clientes gostem de estar ali, que a ida ao salão de beleza seja uma experiência prazerosa.

Um belo projeto de design e arquitetura ajuda a posicionar a sua marca junto ao seu cliente. Assim como a logomarca, a programação visual do salão e os uniformes utilizados, o projeto de arquitetura e design do salão de beleza também “fala” muito sobre a personalidade do empreendimento – e, acredite, os clientes percebem isso.

A Anvisa e a arquitetura e o design para o salão de beleza

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) classifica as atividades de salão de beleza “como serviços assistenciais de interesse para a saúde, ou seja, aqueles que realizam atividade em que há prestação de assistência ao indivíduo ou à população humana que possa alterar seu estado de saúde”. O tema está em discussão, e deve apresentar resultados ainda este ano: em sua Agenda Regulatório Quadrienal (AR 2017-2020) estão sendo discutidos e avaliados os “requisitos sanitários para prestação de serviços de embelezamento”.

Algumas regras já são exigidas pela agência e vão impactar de alguma forma no projeto de arquitetura e design do salão de beleza. É importante conhecê-las (e fundamental respeitá-las).

– É preciso ter um local próprio para lavagem de materiais;

– Cadeiras e colchões de macas devem ser revestidos por material impermeável em bom estado de conservação;

– O ambiente deve estar limpo e organizado, com ventilação apropriada e circulação de ar;

– As instalações prediais não devem apresentar trincas, rachaduras se infiltrações;

– Deve haver instalações elétricas suficientes para o número de equipamentos elétricos utilizados, evitando uso de extensões e sobrecarga nas tomadas;

– O salão de beleza deve evitar o uso de cortinas, estantes com livros, vasos de plantas, aquários abertos e adornos de difícil higienização nas áreas de atendimento e tratamento.

Você sabe a diferença entre arquitetura e design?

Você já sabe qual é a importância da arquitetura e do design para o salão de beleza. Mas é preciso diferenciar a arquitetura do design de interiores, porque embora se confundam são atividades diferentes.

A principal diferença é que o arquiteto trabalha com a parte externa e interna da construção e o designer de interiores se dedica ao ambiente interno. O arquiteto faz projeto de obra, desenha o espaço, trabalha com questões de paisagismo, urbanismo e até mesmo design. Um bom arquiteto também dá dicas de decoração, mas essa não é sua função principal. Já o designer de interiores vai se preocupar em apresentar um projeto direcionado para o bem-estar e conforto de quem irá utilizar aquelas instalações.

É verdade que é possível encontrar muitos arquitetos que também são designers de interiores, e vice-versa. Mas é importante compreender cada atividade, até mesmo para contratar um profissional, caso seja essa sua necessidade.

Aqui vai uma dica fundamental se você precisa fazer obras no seu salão de beleza: quando há a chamada interferência estrutural do ambiente (acréscimo de espaço, por exemplo), um arquiteto deve “assinar a obra”, ou seja, deve ser o responsável pelo Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) junto à prefeitura. Um engenheiro também pode assinar esse documento.

Dicas de design e a arquitetura para o salão de beleza

Obras precisam de arquitetos, mas você pode fazer seu próprio projeto de design, sem a necessidade de contratar um profissional, caso não tenha recursos para isso. O Google entrega nada menos do que 7,560 milhões de resultados para a pesquisa projetos de design de interiores para salão de beleza. E o Gerando Empreendedores facilita seu trabalho, apresentando as principais dicas de arquitetura e design para o salão de beleza.

– O piso do salão: lembra-se da preocupação da Anvisa com higiene? A melhor opção para o piso é utilizar um material fácil de limpar, como cerâmica ou porcelanato. Opte por cores neutras, que facilitará seu projeto de decoração (se você decidir mudar as cores das paredes, não precisará mexer no piso).

– Paredes: nada de trincas, rachaduras e infiltrações. Sua manutenção deve ser constante. Utilize listras verticais se você quer a sensação de um pé direito maior. O uso de espelhos também provoca a sensação de amplitude, e tem tudo a ver com um salão de beleza. Você poderá optar por pintura ou uso de papel de parede – o importante é que esteja tudo limpo e combinando com o todo.

– Clima: é preciso se preocupar com a sensação térmica do local. Lembre-se de que alguns produtos têm cheiro forte, por isso é preciso de ventilação.

– Iluminação: é um dos pontos mais fortes e que deve receber sua atenção. A luz natural deve ser privilegiada, mas nem sempre o ambiente conta com grandes janelas. A luz natural é a que proporciona a mais exata reprodução da cor. Se não é possível contar com ela, uma boa dica é utilizar lâmpadas halógenas (principalmente onde há maquiagem), que oferecem um brilho um pouco mais natural.

– Lavatórios: devem se localizar em áreas mais reservadas, de pouca movimentação. Você não quer molhar seus clientes e atrapalhar o trabalho dos profissionais, certo?

– Produtos cosméticos: você pode armazená-los em um armário, mas é bem interessante deixá-los à mostra, seja para venda ou para mostrar que o salão de beleza utiliza produtos de qualidade. Armários com nichos (ou colmeias) são os ideias, porque permitem uma melhor organização.

– Sala de espera: nem sempre é possível contar com uma sala de espera espaçosa e adequada. Mas também não precisa abandoná-la, ocupando-a com algumas cadeiras, e pronto. Você precisa de um balcão, para guardar agendas, amostras de produtos e catálogos. Opte por um móvel pequeno, proporcional ao espaço. Sofás são mais adequados, pois ocupam menos espaço e acomodam mais pessoas, se comparados ao uso de diversas cadeiras. Ofereça revistas (atualizadas!).

– Objetos de decoração: invista na decoração do salão de beleza, com pôsteres relacionados à atividade. Você também pode adesivar frases de efeito – poemas que exaltam a beleza, por exemplo. Lembre-se de manter um padrão, porque o excesso anda de mãos dadas com o mau gosto. Pequenos objetivos pessoais podem criar uma excelente atmosfera.

– Estilo: saber misturar diferentes estilos é uma arte. É melhor apostar em um estilo, e se concentrar nele: moderno, retrô, rústico, minimalista…

As cores do salão de beleza

Não tenha dúvidas de que a escolha das cores utilizadas é fundamental no projeto de arquitetura e design para o salão de beleza. Tudo no salão tem cor, e transmite alguma sensação. As cores quentes chamam para a luz, transmitem mais energia. As frias trazem a sensação de calma. Em geral, cores quentes são utilizadas em salões grandes, para trazer mais acolhimento, e cores frias são excelentes para salões pequenos, porque oferecem uma sensação de mais espaço.

– O azul é uma cor harmônica, tranquila e serena.

– O verde oferece a sensação de esperança e saúde.

– O amarelo traz calor e alegria.

– O rosa inspira romantismo e ternura.

– O vermelho é a cor da paixão.

– O laranja expressa alegria e sucesso.

– O branco é a cor da paz e da limpeza.

– O preto remete à solidão, mas também impõe respeito.

É possível utilizar cores diversas, mas que devem combinar e transmitir o que você deseja. Se a ideia é alcançar um ambiente clean, não cai bem usar preto, não é verdade?

O espaço e as mídias sociais

Os clientes adoram postar fotos dos resultados alcançados no salão de beleza. E isso é excelente para o seu negócio, porque provavelmente o cliente citará quem fez aquele trabalho. Que tal estimulá-lo a produzir a foto no próprio salão? Uma excelente dica é ter um espaço especialmente pensado para isso. Uma cadeira muito bem posicionada, com a logomarca do salão estampada na parede, pode render fotos excelentes para o seu negócio. Mas ainda que não haja logomarca na parede é fundamental ter um espaço arrumado e destacado, para a produção da foto a ser postada. Seu cliente mostrará para todo mundo, nas mídias sociais, o quanto o seu salão é bonito e o quão competente é o profissional que o atendeu.

A importância  da contabilidade para o salão de beleza

O Gerando Empreendedores é o maior apoio a pequena empresa no Brasil. Nesse conteúdo, o Gerando Empreendedores mostrou a importância e apresentou dicas de arquitetura e design para o salão de beleza. Aproveite, conquiste e fidelize clientes e fature mais!

Agora não podemos deixar você sair sem falar para você a importância da contabilidade para você ter sucesso.

Você pode já ter uma contabilidade, mas percebeu que precisa trocar de contabilidade por uma especializada em salão de beleza.

Preparamos um conteúdo falando como você pode contratar um bom contador para sua empresa e aproveitar ao máximo para melhorar a gestão financeira e empresarial para melhorar seu resultado.

Falar com um Contador Especialista

Portal Gerando Empreendedores
Portal Gerando Empreendedores
A primeira escola de empreendedorismo no Brasil formada por Contadores e Financistas Especializados. Somos o maior apoio paras as Micro e Pequenas Empresas.
Preciso de Ajuda