Como abrir uma empresa em Campinas

abertura de empresa em capinas. como abrir uma empresa

Você resolveu abrir um negócio no interior de São Paulo e quer saber como abrir uma empresa em Campinas?  Vamos falar do passo a passo estratégico para abrir um negócio na cidade de Campinas.

Nada menos do que um terço da produção industrial do Estado de São Paulo provém de Campinas. No entanto, é o comércio popular e a prestação de serviços que têm mais ênfase na economia deste município paulista, o terceiro mais populoso do Estado. Isso significa inúmeras oportunidades para empreendedores, mas como realizar a abertura de empresa em Campinas?

Com uma relevante atuação na área da educação e da pesquisa, Campinas tem uma rede de serviços muito forte e um comércio robusto e diversificado. Estudantes de todo o país disputam as vagas que as universidades campinenses oferecem. Um alto PIB e a condição de ser a 11ª cidade com maior economia do país, segundo o IBGE, fortalecem o mercado local. Investir na cidade pode ser uma excelente oportunidade de negócio, e o Gerando Empreendedores traz todas as informações para você saber como abrir uma empresa em Campinas.

Informações sobre Campinas

Entre todas as cidades do interior do Brasil, Campinas está entre os campeões no ranking de formalização de microempreendedores individuais (MEI). Estar no alto deste pódio é a constatação de que o município oferece inúmeras oportunidades de empreendimento, e as áreas comercial e de prestação de serviços são as principais atividades econômicas local. Campinas tem um comércio muito forte, e oferece diversos centros comerciais e shoppings centers.

O chamado comércio popular tem muita força e é um grande gerador de renda, com uma forte rede de pequenas lojas de vestuário e acessórios e uma destacada produção de artesanato. A área de serviços também é muito expressiva, com destaque para salões de beleza e pequenas empresas de alimentação fora do lar. Há uma forte demanda de serviços para as áreas de saúde e educação, que têm grande relevância para a economia local.

Campinas contabiliza mais de 10 mil empresas de médio e grande porte, que têm enorme importância para a economia local. Entre outras, estão sediadas na cidade a Honda, a Toyota, a Unilever, 3M do Brasil, Bosch, Ericsson, Singer, Goodyear, Samsung Caterpillar e tantas outras. A cidade também se aproveita economicamente do importante polo químico de Paulínia, município localizado a poucos quilômetros da cidade.

A Indústria em Campinas

A indústria de Campinas tem uma produção relevante, porém é apenas o segundo setor que mais contribui para a economia local. Um terço da produção industrial de São Paulo está concentrado na cidade, com destaque para indústrias de alta tecnologia e metalurgia. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2016 o município tinha o quinto maior Produto Interno Bruto (PIB) de São Paulo e o 13º do país, chegando a R$ 58,5 bilhões.

Vale destacar que se trata da terceira cidade mais populosa de São Paulo, a 14ª do país, e segundo estudo da Delta Economics & Finance ocupava, em 2010, a quinta posição entre as 100 melhores e maiores cidades brasileiras. Campinas é a 11ª cidade mais rica do Brasil.

Polo de produção científica

Campinas tem grande relevância na produção científica brasileira, abrigando o terceiro maior polo de pesquisa e desenvolvimento do país, responsável por nada menos do que 15% da produção nacional nessa área. A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), por exemplo, é a número um do país na produção de patentes de pesquisa.

Campinas recebe estudantes de todo o país, que buscam a reconhecida excelência das suas instituições de ensino superior. São diversas as instituições de ensino superior na cidade, todas com excelência acadêmica reconhecida.

Uma curiosidade que poucos sabem é que Campinas foi a terceira cidade do mundo a receber um telefone, em 1883. Na ocasião, a cidade recebeu 57 aparelhos. As duas primeiras cidades foram Chicago, nos Estados Unidos, e o Rio de Janeiro.

Quais oportunidades empreendedoras Campinas oferece?

O comércio e a prestação de serviços são as atividades mais fortes em Campinas, ainda que haja uma relevante produção industrial. Há um grande público consumidor, cuja renda está acima da média. Inúmeras oportunidades são geradas pela educação, já que o município abriga importantes universidades e tem destacada produção científica.

A prestação de serviços é muito forte nas áreas de contabilidade, advocacia, marketing digital e consultorias diversas. A construção civil também oferece muitas oportunidades. Não é mera coincidência Campinas contabilizar um dos maiores número de microempreendedores individuais entre cidades do interior do país.

Ao lado da prestação de serviços, o pequeno comércio é a área que mais oferece oportunidades. A cidade tem grandes centros comerciais e shoppings, mas abriga um sem número de pequenas lojas em todas as regiões. O setor de alimentação fora do lar tem muita força, assim como todo tipo de comércio que supre as necessidades das universidades, médias e grandes empresas e indústrias, como papelarias, material de limpeza, mercados, entre outros.

Que tipo de empresa abrir em Campinas?

Pode parecer simples, mas legalizar uma empresa requer muita atenção e cuidado. Não se trata apenas de alguns procedimentos burocráticos que devem ser cumpridos. Essa é a parte mais fácil. Antes de tudo, é preciso definir o tipo de empresa que será aberta, e isso pode fazer toda a diferença.

O contador contratado para legalizar o empreendimento fará muito mais do que isso. Ele quem irá orientar o empresário sobre o tipo de empresa, qual regime tributário e natureza jurídica adotar, entre outras questões.

Essas definições podem selar o futuro da empresa. Um microempreendedor individual, por exemplo, só pode contratar tão somente um funcionário e o limite de faturamento anual é de R$ 81 mil. O empreendedor deve conversar com a sua assessoria contábil especializada para definir tudo da melhor forma possível.

Primeiro passo antes da abertura de empresa, é preciso planejar 

De acordo com o IBGE, a cada dez empreendimentos, seis não completam cinco anos de atuação, fechando as portas antes disso. Entre outros motivos, a falta de planejamento explica esse triste número. Realizar um plano de negócios é o primeiro passo para o sucesso de um empreendimento.

No plano de negócios, o empreendedor vai listar absolutamente tudo sobre a futura empresa, desde a descrição dos produtos ou serviços que serão vendidos até as ações de marketing, passando pelos investimentos a serem feitos, margens de lucro, estudo da concorrência, ponto de venda, retorno financeiro e muito mais.

Um bom e detalhado plano de negócios é a porta de sucesso de um empreendimento. Não dar atenção a essa etapa é um grave erro.

Segmentos para atuação

A futura empresa precisa ter definido o seu segmento de atuação. São quatro as possibilidades:

  • Comércio: Mercados, lojas de material de construção civil, de roupas, de produtos de beleza, pizzarias, bares, hortifrutigranjeiros, enfim, são muitas as possibilidades. O comércio pode ser varejista, que atende o consumidor final, ou atacadista, que atua junto a empresas e distribuidores. Campinas tem uma boa rede de comércio atacadista, até mesmo para suprir as demandas do comércio varejista.
  • Prestação de serviços: Todo tipo de consultoria e de serviços, como salões de beleza, profissionais da saúde, marqueteiros, vendedores de seguro, pedreiros e tantos outros.
  • Indústrias (Produção industrial de peças automotivas, por exemplo)
  • Agronegócio (Vale destacar que esse é o setor menos importante da economia de Campinas)

Tipos de empresa

Qual será natureza jurídica da sua empresa? Esse é uma questão central, que deve ser discutida com o contador antes da legalização da firma. Não se pode escolher a natureza jurídica a livre gosto porque é preciso seguir algumas normas específicas, mas é preciso conversar com seu contador a respeito.

A Sociedade Empresária Limitada serve para empresas de comércio, indústria e prestação de serviços e é utilizada quando há sócios. Quando o empresário não tem sócios, ele é o único dono, a empresa pode ser uma Sociedade Limitada Pessoal, uma Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli) ou uma Empresa Individual (EI). Há diferenças notórias, como a exigência de capital mínimo e sobre a responsabilidade do empresário, comprometendo ou não seus bens pessoais em caso de falência ou dívida da empresa.

O empresário também pode se formalizar como microempreendedor individual (MEI), mas há várias restrições que limitam a possibilidade de crescimento da empresa, como a contratação de apenas um funcionário e o limite de faturamento anual em R$ 81 mil.

Os regimes de tributação

Quanto você espera pagar de imposto e quais serão os tributos cobrados? Isso depende do faturamento, claro, mas também do regime tributário escolhido. O Simples Nacional tem como principal característica a simplificação dos impostos. Ao invés de pagar vários tributos, todos são concentrados em uma só guia de imposto.

O regime Lucro Presumido tem taxação sobre uma lucratividade presumida, enquanto o regime Lucro Real tem impostos calculados sobre o que a empresa de fato faturou. Grandes empresas são obrigadas a escolher esse regime, e quando não há lucro, não há cobrança de imposto.

Os documentos necessários e como para abrir uma empresa em Campinas

Os sócios devem apresentar documento pessoais e da empresa para obter a inscrição municipal e o alvará de funcionamento. O primeiro passo é registrar o contrato social na Junta Comercial e, em seguida, solicitar o CNPJ junto à Receita Federal.

Para obter a inscrição municipal, você precisara apresentar:

  • 2 vias originais do Documento de Informação Cadastral (DIC);
  • Contato Social;
  • Documento que comprove os poderes de representatividade do representante legal (no caso, o contador)
  • Documento de identidade dos sócios;
  • CNPJ.

Para tirar o alvará, é preciso fazer consulta prévia de viabilidade de localização do negócio na prefeitura. O governo de Campinas mantém um site com diversos serviços aos empresários, por meio do “Porta Aberta Empresarial”. É importante consultar as informações ali oferecidas. Também é disponibilizado o site Casa do Empreendedor, que oferece todo apoio para os microempreendedores individuais.

Quanto você vai gastar para abrir a empresa?

Além dos impostos e das taxas exigidas, você precisará pagar pela prestação de serviços do contador contratado para legalizar sua empresa e auxiliá-lo em todo esse processo. Naturalmente que os custos dependem de algumas variáveis, como o tipo e tamanho da empresa, mas pode se dizer que é possível gastar algo em torno de R$ 1.800,00 com todos os custos cobertos.

O Gerando Empreendedores está em Campinas

A contratação de um contador especialista é muito recomendada na legalização de uma empresa. Como já dissemos anteriormente, o profissional não cuidará apenas do processo burocrático, mas também dará todas as orientações para o empresário fazer as escolhas certas.

A elaboração do contrato social, por exemplo, é uma destas tarefas essenciais. O contrato social define todas as questões relativas à empresa, é como se fosse a sua Constituição.

Maior escola de empreendedorismo do Brasil tocada por contadores e financistas especializados, o Gerando Empreendedores também está presente em Campinas, por meio de seus Guardiões dos Empreendedores. Faça contato e comece já sua história empresarial de sucesso.

Falar com um Contador Especialista

Portal Gerando Empreendedores
Portal Gerando Empreendedores
A primeira escola de empreendedorismo no Brasil formada por Contadores e Financistas Especializados. Somos o maior apoio paras as Micro e Pequenas Empresas.
Preciso de Ajuda
Open chat