4 passos do que não fazer no seu controle financeiro empresarial

Neste artigo vamos apresentar o que você não deve fazer no seu controle financeiro empresarial, pensando de uma forma simples e menos burocrática que seu controle precisa ter.

1) Não comece seu controle financeiro no começo do ano

Por quê? Simples! Como você vai criar todo o seu controle financeiro no mesmo ano que vai colocá-lo em prática? É necessário tempo e todo o histórico financeiro adequado em mãos, todos os resultados principalmente para as tomadas de decisões importantes.

O ideal é que você comece o seu controle financeiro em meados de setembro, assim você terá o histórico praticamente do ano inteiro e conseguirá fazer as projeções para o final do mesmo ano e já iniciando o controle financeiro do próximo ano. Você precisa dos comparativos e projeções.

2) Não fique sem um gestor financeiro

Eu sei que você pode pensar, que no momento pode não ser uma realidade para sua empresa esse profissional. Mas vou te fazer algumas perguntas e se você responder sim para duas delas, então vai me entender.

  • Suas contas estão bagunçadas?
  • Há problemas no seu financeiro em relação a contas a pagar e a receber?
  • As contas pessoais e empresariais estão misturadas?

Então sim, o que você precisa é de um gestor financeiro, mesmo você sendo experiente ou não na área financeira, um gestor é o mais indicado para assessorar e também ao seu departamento financeiro, além do conhecimento de mercado que esse profissional possui, com a possa das informações ajustadas da sua empresa vai conseguir orientar da melhor maneira possível as decisões mais importantes da sua empresa.

3) Não deixe de acompanhar suas Finanças de perto

Acompanhe suas Finanças, acompanhe os seus lançamentos e suas transações financeiras. É importante que você tenha registrado todas as suas entradas e todas as suas saídas, todas as transações devem bater com seu fluxo de caixa. Nenhum valor pode entrar ou pode sair sem que você esteja ciente e ele não deve ser misturado com as suas contas pessoais. Esse é um dos pontos onde muitas Empresas Grandes ou pequenas acabam tendo problemas financeiros, pela desordem e junção das contas pessoais com as jurídicas.

4) Não tenha gastos desnecessários

Evite gastos desnecessários na sua empresa, quando for montar o seu controle financeiro empresarial analise bem o que você realmente precisa, faça uma relação detalhada de tudo e após isso verifique o que poderá te trazer resultados significativos do que no momento não irá agregar resultados positivos para o seu planejamento.

Com isso feito, com certeza conseguirá olhar todo o controle financeiro de uma maneira mais imparcial e objetiva, cortando despesas desnecessárias e assim otimizando ainda mais o seu fluxo de caixa tendo uma previsibilidade financeira maior e prevenindo problemas no ano que irá começar.

Independente se sua empresa é grande ou pequena, um controle financeiro jurídico bem feito:

  • Previne inúmeros problemas financeiros;
  • Auxilia na visão do empresário em tomada de decisões;
  • Alinhamento de parcerias ou projetos;
  • Auxilia na lucratividade, investimento e redução de custo;
  • E também em contratação de pessoal.

Tudo que é bem feito e organizado, auxilia e muito empresário a ter uma visão completa do seu negócio, um negócio bem sucedido é um negócio que tem lucro, e para se ter lucro você precisa saber o que entra e o que sai e o que é feito internamente com todos os valores.

Portal Gerando Empreendedores
Portal Gerando Empreendedores
A primeira escola de empreendedorismo no Brasil formada por Contadores e Financistas Especializados. Somos o maior apoio paras as Micro e Pequenas Empresas.
Preciso de Ajuda