Plano de Negócios: Passo a passo para montar um.

plano de negócios - entenda o passo a passo para montar um

O sucesso de um empreendimento passa pelos mais diversos fatores, e a elaboração de um business plan é, necessariamente, um deles. Organizar no papel todos os pontos inerentes à abertura de um empreendimento garante ao empresário uma visão muito melhor do futuro negócio, eliminando erros que podem até mesmo inviabilizar a sua continuidade. Por isso, é fundamental conhecer o passo a passo para montar um plano de negócios.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2017 foram criadas 676 mil empresas no país, mas 699 mil empreendimentos fecharam as portas neste mesmo ano. Esse saldo negativo se repetiu consecutivamente em 2016, 2015 e 2014, e de forma crescente. Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio ás Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), uma a cada quatro empresas encerram suas atividades antes mesmo de completar dois anos de fundação.

A falta de um planejamento mais apurado durante a fase de abertura do negócio é, certamente, um dos principais motivos que engrossa essa estatística. Afinal, em um mercado competitivo e predador como o atual, onde a concorrência é gigantesca, é preciso muito mais do que uma boa ideia e algum capital para se abrir uma microempresa e dar continuidade a um negócio.

O que é um plano de negócios

Imagine que você irá fazer uma longa viagem de carro pelo litoral nordestino. Para evitar contratempos que transformem o passeio em uma experiência malsucedida, é preciso planejar a viagem: a rota, os hotéis, onde tem posto de gasolina para abastecer o carro, listar os pontos turísticos e programar a revisão do veículo antes da partida.

Um plano de negócios é exatamente isso: o planejamento da grande viagem que é empreender. É a definição de um verdadeiro mapa a ser percorrido, para que você simplesmente não se perca no meio do caminho. Ou, se preferir, um GPS empresarial. Do inglês business plan, tornou-se popular nos Estados Unidos no início da década de 60, sendo utilizado primeiramente por órgãos públicos brasileiro na década seguinte, e se popularizando na iniciativa privada a partir dos anos 2000, diante do boom de empreendedorismo que o país experimentou.

Trata-se de um documento que vai definir todos os detalhes do empreendimento que está prestes a se tornar um negócio de fato. O plano de negócios é feito antes da abertura da empresa, justamente para auxiliar nesse processo, fortalecendo-o e eliminando possíveis erros e inconsistências. É neste papel que o empreendedor vai organizar detalhes tão importantes como a definição do negócio, seus objetivos e metas, sua forma de operar, as estratégias comerciais e de marketing, questões financeiras e etc.

Ao listar todos os detalhes do futuro negócio e pensá-los passo a passo é possível identificar erros futuros, eliminando-os, mas essa ferramenta gerencial vai ainda além, oferecendo ao empreendedor a chance de perceber até mesmo sua viabilidade. É ou não uma ferramenta

indispensável para quem que empreender, independente do tamanho do negócio?

Os benefícios do Plano de Negócios

A palavra que melhor define essa ferramenta gerencial é planejamento. E este é, obviamente, o principal benefício na hora de adotá-la. Planejar é se armar para enfrentar algo que você ainda não conhece. Quanto mais planejado você estiver, mais chance terá de evitar problemas e alcançar o sucesso em sua empreitada.

Se isso é fundamental no nosso dia a dia, em atividades cotidianas como saber como chegar à casa de um amigo que iremos visitar, imagine na hora de abrir um negócio? São muitos os benefícios que um plano de negócios traz:

  • Conhecer mais profundamente um novo negócio;
  • Saber quais são as reais necessidades para abrir a nova empresa;
  • Elaborar um passo a passo para a abertura sustentável de um negócio;
  • Descobrir se o negócio é de fato viável para você, se está a seu alcance;
  • Planejar ações comerciais e de marketing;
  • Conhecer a concorrência;
  • Descobrir seus pontos fortes e fracos e, assim, trabalhá-los corretamente;
  • Identificação de erros do projeto;
  • Diminuição e gerenciamento de riscos;
  • Facilita o alcance dos objetivos.

Como elaborar o seu Plano de Negócios

É claro que há planos de negócios mais ou menos profundos, de acordo com o tamanho, o setor e a própria oportunidade que o empreendedor tem para fazê-lo. Tem negócios que realmente não precisam de tantos detalhes, como a empreendedora que começará a produzir e vender brigadeiros na porta de casa. Mas mesmo ela pode vislumbrar o crescimento do negócio, e será necessário se planejar para tal.

O que queremos dizer é que não há um único padrão a seguir. Na internet, é possível encontrar inúmeros tipos de planos, e certamente algum servirá para você. Em resposta a pesquisa “modelos de planos de negócios”, o Google oferece nada menos do que 73,4 milhões de resultados! Há, entretanto, alguns pontos, porém, que são necessários, por mais simples que seja seu business plan:

  • Histórico do projeto;
  • Descrição do produto/serviço;
  • Panorama deste mercado;
  • Panorama da concorrência;
  • Ações comerciais e de marketing;
  • Definição de metas;
  • Definição dos clientes;
  • Como acontecerá a operação em si;
  • Investimentos;
  • Retorno esperado;
  • Recursos humanos;
  • Projeções financeiras.

Lembre-se de que você está fazendo um verdadeiro raio-x do novo negócio. Então, o nível de detalhamento só trará benefícios. Planejar o negócio, analisar o mercado, pensar nas ações comerciais e de marketing (os famosos 4 P’s – produto, ponto de venda, promoção e preço), organizar o plano operacional e financeiro que sustente a abertura do negócio, pensar em cenários, isso tudo estará descrito em seu plano de negócio.

Análise de Matriz F.O.F.A.

Não há, no subtítulo acima, qualquer erro de digitação. É isso mesmo, análise de matriz F.O.F.A. Trata-se de uma poderosa ferramenta capaz de indicar os pontos fortes e fracos da sua futura empresa, o que é excelente para você seguir no caminho do que vai fortalecer o negócio e promover mudanças onde há ameaças.

analise swot

F.O.F.A. nada mais é do que o acróstico para Força – Oportunidades – Fraquezas – Ameaças. Este sugestivo nome vem de Análise Swot, abreviação do inglês strengths, weaknesses, opportunities e threats, que significam exatamente, e na ordem, força, fraquezas, oportunidades e ameaças (em português há uma mudança de posição de palavras para que o acróstico fique, digamos, sonoramente mais chamativo).

Ao preparar um business plan, você certamente irá utilizar a matriz F.O.F.A.  Esse relatório é feito a partir de quatro quadrados iguais, onde são registrados em cada um deles fatores positivos e negativos do negócio. Cada quadrado segue uma das quatro palavras – força, oportunidades, fraquezas e ameaças.

  • Força: tudo o que irá representar as vantagens competitivas do seu futuro negócio. Como exemplo, um excelente hambúrguer, feito com ingredientes de qualidade, mas com preço competitivo. Apostar nas suas forças certamente turbinarão o futuro negócio.
  • Oportunidades: tudo o que representa uma oportunidade para o negócio. A possibilidade de utilizar aplicativos de vendas e entrega de comida, por exemplo, pode ser uma oportunidade que vai alavancar as vendas dos hambúrgueres. É preciso estar atento às oportunidades para crescer e ampliar seu faturamento.
  • Fraquezas: os pontos fracos do negócio estarão alinhados aqui. A má localização da hamburgueria ou a falta de espaço para os clientes sentarem para lanchar são bons exemplos de fraquezas. Identificar as fraquezas é o primeiro passo para resolvê-las.
  • Ameaças: o aumento do preço da carne é uma ameaça para o negócio, já que você terá que repassá-lo para o consumidor, aumentando o preço do sanduiche. É preciso perceber as ameaças para neutralizá-las.

A análise de matriz F.O.F.A. é uma importantíssima ferramenta de apoio para o plano de negócios e vai lhe ajudar muito a ter uma visão muito mais real e profunda do seu futuro empreendimento.

Canvas

Se a análise de matriz F.O.F.A. foi citada, precisamos apresentar, também, o Business Model Canvas, ou simplesmente Canvas. É outra ferramenta tão importante quanto, que vai lhe permitir perceber se cada um dos pilares do negócio está sendo bem atendido no business plan.

São nove quadrantes, que estão presentes em quatro principais áreas do negócio: clientes, ofertas, infraestrutura e viabilidade financeira. São os seguintes os quadrantes do Canvas:

  • Proposta de valor;
  • Segmento de clientes;
  • Os canais;
  • Relacionamento com Clientes;
  • Atividade-chave;
  • Recursos principais;
  • Parcerias principais;
  • Fontes de receita;
  • Estrutura de custos.

MAT – Plano de Negócios Simplificado

Nem todo empreendedor precisa de um plano de negócios profundo e detalhado. Para muitos, algo simplificado é o suficiente, e é esse o foco do MAT, um plano que prevê apenas metas, ações para atingi-las e tarefas a serem realizadas (daí a sigla MAT), especialmente desenvolvido para empreendedores cujo negócio terá um faturamento de até R$ 5 mil.

O MAT não utiliza de análise de matriz F.O.F.A., SWOT e outras ferramentas similares. O plano é simplificado, mas é extremamente bem recomendado, e será vital para o microempreendedor. Vamos pensar em uma empreendedora que venderá brigadeiros. Ela pode atender a buffets, clientes particulares, vizinhos e até mesmo na rua, montando um ponto-de-venda, seja ele qual for.

Essa microempreendedora precisa planejar o mapeamento de buffets e da vizinhança, precisa saber como vai mostrar seus brigadeiros nas redes sociais, precisa definir preços e o quanto precisa trabalhar para alcançar sua meta de faturamento, como apresentará os docinhos e, mais tarde, quando crescer, precisará de um plano de negócios mais completo.

Planejar é se organizar

Quando decidimos viajar para a praia no final de semana, estamos fazendo planos. Mas planejar é muito mais do que isso. É se preparar, é colocar no papel tudo o que precisa para que os objetivos sejam alcançados, e por isso saber o passo a passo para montar um plano de negócios é fundamental.

Um escritório de contabilidade contratado para uma gestão da contabilidade gerencial pode ajudar, e muito, nessa tarefa.

Não importa o tamanho do seu sonho. Planejar é garantir sua transformação em realidade.

Aqui no Gerando Empreendedores, você pode contar com contadores e financistas especializados em todo o Brasil, para ajudar a crescer seu negócio através da terceirização da gestão financeira, mas conhecido como BPO financeiro e de serviços de controladoria contábil e administrativa.

Nunca abra um negócio sem antes fazer um bom planejamento estratégico e contratar um contador especializado em seu segmento.

 

Portal Gerando Empreendedores
Portal Gerando Empreendedores
A primeira escola de empreendedorismo no Brasil formada por Contadores e Financistas Especializados. Somos o maior apoio paras as Micro e Pequenas Empresas.
Preciso de Ajuda
Open chat