Como abrir uma empresa microempresa

Como abrir uma empresa microempresa é das perguntas mais comuns de quem quer começar o seu próprio negócio.

No entanto, a primeira a preocupação deve ser registrar o seu negócio, para em seguida descobrir em qual categoria ela estará enquadrada, se em microempresa (ME) ou empresa de pequeno porte (EPP).

A presença de um contador é indispensável na hora de abrir uma empresa e durante toda a sua existência.

Além de orientar sobre todos os documentos necessários para abertura da empresa e os devidos registros que devem ser feitos, ele vai analisar o capital social da empresa e o faturamento anual para decidir de qual categoria ela fará parte.

Quer aprender mais sobre como abrir uma microempresa e como contador pode facilitar todo o processo? Então leia o texto abaixo com bastante atenção.

Falar com um Contador Especialista

Passos iniciais de Como abrir uma microempresa ?

O primeiro passo que precisa ser dado por quem quer aprender como abrir uma microempresa é decidir em qual área você deseja atuar.

Uma das grandes vantagens do empreendedorismo é que você pode trabalhar como que de fato gosta de fazer e tornar a sua atividade uma fonte de prazer e ao mesmo tempo de obtenção de lucro.

Embora, exista essa parte da alegria e satisfação, esse é um passo muito importante e não pode ser dado somente baseado na emoção.

Muitas pessoas querem saber como abrir uma microempresa, mas não se preparam para empreender e acabam se frustrando, levando o negócio à falência.

Além disso, não buscam auxílio profissional de um contador, se embolam com as taxas e registros deixando o negócio com pendências e fora da legalidade.

Portanto, se você está procurando informações de como abrir uma microempresa de forma que ela cresça e se consolide, veja abaixo quais são os passos mais importantes que você precisa dar.

Passo a passo

  1. Escolha algo que você gosta de fazer: esse é o passo mais importante. Esse é o segredo para você obter sucesso e persistir quando as dificuldades aparecerem.
  2. Faça uma pesquisa de mercado: após ter escolhido o tipo de negócio que deseja montar é muito importante buscar informações sobre a área que você escolheu para atuar, seus pontos fortes e fracos, e ainda quais serão seus concorrentes diretos e indiretos.
  3. Procure o auxílio de um contador: muitas pessoas com o objetivo de economizar evitam a contratação de um contador na hora de abrir sua empresa. No entanto, atitudes e registros errados podem sair muito mais caro. Portanto, não dispense a ajuda desse profissional.
  4. Tenha em mente o valor real que será usado para investir: essa é uma informação muito importante, tanto para a sua segurança quanto para que o contador possa identificar em qual categoria sua empresa vai se encaixar.
  5. Escolha um local estratégico: se você vai montar um comércio é muito importante que ele esteja em um ponto estratégico. Ou seja, ele precisa estar em um local em que o seu público-alvo circule e seja de fácil acesso. Um dos pontos principais para o sucesso do seu negócio, é onde você vai abrir sua empresa. Tem muitos empreendedores que esquecem desse item muito importante.
  6. Crie sua marca: a marca é a identidade do seu negócio, por isso é importante que ela seja criada por um profissional devidamente habilitado. Use as cores da sua marca para decorar o ambiente seja físico ou virtual, isso vai facilitar a interação das pessoas como seu empreendimento.
  7. Invista em comunicação: seja um negócio fixo ou na internet é preciso que as pessoas saibam que você existe e como podem lhe encontrar. Comunicação não é gasto, é investimento. Use as mídias convencionais como rádio, TV e material impresso. Mas não se esqueça de marcar presença na internet, por meio dos blogs, sites ou redes sociais.

Abertura de microempresa? entenda um pouco mais

Quem está levantando informações de como abrir uma microempresa precisa conhecer o que é natureza jurídica empresarial e quais são os tipos existentes.

A natureza jurídica é uma forma de classificação dos tipos de empresas. Essa por sua vez pode ser alterada de acordo com a mudança na quantidade de sócios ou aumento do faturamento anual.

 Conheça os tipos mais comuns de empresa ou natureza jurídica: 

  • MEI: é o microempresário individual, seu faturamento não pode ultrapassar R$ 81 mil reais por ano, em caso de dívida o responsável terá que responder com seus bens pessoais.

·         Empresário Individual: é caracterizado pela atividade empresarial desenvolvida por uma só pessoa. Em caso de dívidas o patrimônio pessoal pode ser usado para quitá-las.

·         Empresa individual de responsabilidade limitada: é desenvolvida por uma só pessoa, mas para ser aberta é preciso apresentar um capital social de 100 salários mínimos vigentes. Mas conhecida como EIRELI.  O patrimônio pessoal não pode ser usado para quitar dívidas.

  • Sociedade empresária: nesses casos o tipo de sociedade mais comum é a limitada, pois não compromete o patrimônio pessoal dos sócios, sua responsabilidade é limitada ao capital social.
  • Sociedade simples: é uma pessoa jurídica que presta serviços intelectuais, muito comum em atividades de dentistas, clínicas médicas  e outros profissionais.
  • Sociedade limitada unipessoal: é uma nova modalidade, trata-se de uma sociedade em que se admite apenas uma pessoa. O capital social pode ser inferior a 100 salários mínimos vigentes
  • Cooperativas: possuem sua própria natureza jurídica e não estão sujeitas à falência, pois são constituídas para prestar serviços à sociedade.

Ao abrir uma microempresa, qual modalidade escolher? 

O que muitas pessoas que querem aprender como abrir uma microempresa não sabem é que existem várias categorias em que a sua empresa pode ser enquadrada.

A escolha depende o faturamento anual, sendo que esse enquadramento pode ser alterado caso o valor aumente.

É importante contratar um contador para que ele acompanhe todo o faturamento da empresa e garantir que o empresário pague os devidos tributos de acordo com a categoria à qual foi enquadrada.

Essa atitude contribui para que ele não tenha problemas com a receita federal.

Microempresa – ME

Se você está procurando informações específicas de como abrir uma microempresa essa informação será muito importante para você.

Segundo a Lei Complementar 123/2006 o faturamento anual de uma empresa enquadrada na categoria ME não pode ultrapassar R$360 mil reais.

Para abrir uma microempresa é indispensável a contratação de um contador, pois é preciso fazer vários tipos de registros na esfera municipal, estadual e federal.

Além disso, o contador será responsável por auxiliar no levantamento das informações para saber ao acerto qual será o enquadramento adequado para a sua empresa.

O responsável pela microempresa também terá que arcar com todos os débitos, seus bens pessoais podem ser usados para quitar dívidas.

Mais uma vez a presença de um contador é indispensável para acompanhar todo o processo de registro da empresa, bem como seu enquadramento para evitar que você pague impostos desnecessários.

Empresa de pequeno porte – EPP

Você pode ser um empresário individual e se enquadrar na categoria de empresa de pequeno porte ou EPP.

Essa condição é para as empresas que faturam anualmente acima de R$ 360 mil reais e abaixo de R$4,8 milhões.

Assim com o a categoria de empresa de pequeno porte, você pode se registrar como empresário individual e sua empresa ser de pequeno porte, caso o faturamento anual seja de acordo com o que a lei define.

Média empresa

O faturamento da média empresa precisa ficar entre R$ 4,8 milhões e não ultrapassar R$300 milhões anualmente.

No caso de indústrias, as empresas de médio porte podem ter até 499 funcionários, enquanto que para a prestação de serviços ou ramo do comércio é possível ter até 99 colaboradores.

Grande empresa

São classificadas as empresas com faturamento acima de R$3 milhões de reais por ano. Nas atividades de comércios e serviços elas podem ter mais de 100 empregados.

Em casos de indústrias podem ter mais 500 funcionários.

Como abrir uma Microempresa? Documentos necessários.

Veja os documentos principais que são necessários para quem busca abrir uma ME ou EPP:

1 – CNPJ: esse cadastro é a identificação de sua empresa na Receita Federal e é bem simples de conseguir.

Para algumas modalidades como o micro empreendedor individual ele pode ser obtido no portal do empreendedor de forma totalmente gratuita.

Para outras modalidades você pode procurar a Receita Federal da sua cidade e fazer o registro. O Contador faz isso para você. O cadastro inicia na Junta ou no cartório.

É preciso RG e CPF dos sócios, comprovante de residência e endereço onde a empresa irá funcionar (IPTU do imóvel).

2.Contrato social: o contador vai lhe auxiliar na elaboração do contrato social. Nele serão registradas as informações sobre tipo de empresa e categoria enquadrada.

Além disso, é durante o contrato social que será feita a verificação do nome escolhido para a empresa.

Caso haja duplicidade, será preciso escolher outro nome.

  1. Registro na junta comercial: é por meio desse registro que seu negócio começa de fato a existir. Todas as cidades possuem um setor de junta comercial para prestar esse tipo de serviço.
  2. Alvará de funcionamento: esse documento pode ser obtido na prefeitura de sua cidade. Dependendo da atividade que será exercida pode ser que o processo seja um pouco mais burocrático, principalmente se for algo ligado à área de alimentos.
  3. Inscrição municipal: para fazer esse tipo de inscrição é preciso procurar a prefeitura municipal. Essa é uma forma de legalizar o seu negócio diante da sua cidade, bem como passar a contribuir com o ISSQN- imposto sobre serviço de qualquer natureza.
  4. Inscrição Estadual: esse documento também é indispensável na hora de legalizar sua empresa. Ele é feito na Secretaria de Estado de Fazenda. É por meio dele que sua empresa pagará os valores referentes ao ICMS. Apenas para empresa de comércio.
  5.  Licenças: esse tipo de documento varia de acordo com a atividade desenvolvida. As mais comuns são: ambiental, sanitária, AVCB e Licença das Forças Armadas.

Na prefeitura municipal de sua cidade é possível descobrir qual o tipo de licença é ideal para o seu negócio.

  1. Registro na Previdência Social: mesmo que você não tenha empregados é preciso fazer o registro na previdência, pois terá que pagar os tributos referentes ao INSS.

Por que o contador é fundamental ? 

É comum as pessoas indagarem como abrir uma microempresa e buscarem respostas na internet.

É claro que nela você encontra muitas informações pertinentes, que lhe servirão para orientar sobre os passos principais que devem ser dados na hora de começar um novo negócio.

No entanto, nenhuma informação substitui os serviços de um contador. Sem contar que só ele pode orientar sobre o tipo de empresa se adéqua à sua realidade bem como qual será o enquadramento para evitar que você pague impostos desnecessários.

Ele é o profissional capacitado para acompanhar todo o processo, pois sabe como abrir uma empresa e lhe auxiliar em todas as atividades tributárias.

Essas orientações são de suma importância para que você não corra riscos de ficar inadimplente com impostos, o que pode gerar notificações e multas.

Além disso, somente o contador será capaz de lhe aconselhar sobre a melhor forma de gerir o seu negócio para que ele cresça de forma saudável.

REGISTREI MINHA EMPRESA. QUAIS OS BENEFÍCIOS TEREI?

  • Diretos previdenciários garantidos,
  • Possibilidade de vender para o Governo;
  • Melhores condições de compra devido à obtenção de CNPJ;
  • Possibilidade de exercer atividade no comércio exterior;
  • Trabalhar de forma legalizada;
  • Em algumas modalidades de registro ter isenção de impostos;
  • Participar de licitações.

Conclusão

Se você não sabia como abrir uma microempresa com certeza as informações contidas nesse texto ajudaram bastante.

É importante ter em mente que independente do tipo de registro e o enquadramento da sua empresa, a legalização dela é de suma importância.

Quem trabalha de forma ilegal corre o risco de ser denunciado e ter suas atividades interrompidas.

Além de prejudicar o seu faturamento, você terá muitos outros problemas até que a situação se resolva.

Para não correr riscos e ter seu negócio prejudicado não comece nada sem antes contratar um contador. Para você que já tem uma empresa, mudar de contador fica fácil aqui no Gerando Empreendedores.

Somente ele é habilitado e capacitado para ajudar você a registrar o seu negócio da forma correta. Evite dores de cabeça, comece da forma certa. Para quem precisa abrir uma empresa e não quer correr risco de errar. Temos um verdadeiro guia sobre abertura de empresa que pode te ajudar a entender todo o processo do sucesso.

Agora que você já sabe como abrir uma microempresa e a importância de um contador, dê o primeiro passo para conquistar sua independência financeira dentro da legalidade.

Falar com um Contador Especialista

Portal Gerando Empreendedores
Portal Gerando Empreendedores
A primeira escola de empreendedorismo no Brasil formada por Contadores e Financistas Especializados. Somos o maior apoio paras as Micro e Pequenas Empresas.
Preciso de Ajuda